Poesia Fraca

12 04 2010
Minha poesia é fraca e não rima
Esfaqueia os laços das palavras
entre os verbos desfigurados
Num sentido estravagante da estrofe.

Os pedaços de céu azulado que escorre
Sublime vento que a deforma
Nuvens brancas que dançam numa
Música diabolica que estoura nas altitudes

Tudo torna-se escuro e frio
Gelida brisa que vem do sul
Congela minha alma…

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: